caipirinha

Coquetéis Brasil: coquetelaria nacional e destaque à caipirinha!

A gastronomia brasileira apresenta hoje inúmeros aspectos de atratividade ao consumidor nacional e internacional; um deles sem duvida é a nossa notável coquetelaria, com destaque, à caipirinha!

Os coquetéis nacionais com preparações à base de cachaça, frutas tropicais, entre outros tantos produtos de nossas riquíssimas regiões nacionais são destaque entre consumidores de todo o mundo.

Historicamente nossa caipirinha surgida na década de 60, no interior de São Paulo, até então uma receita popular que servia de remédio para resfriados fortes e assemelhados.

caipirinha

Na época, a receita original era: cachaça, limão, mel, alho, gengibre e nada de gelo. Com o decorrer do tempo, o açúcar substituiu o mel, o alho e o gengibre saíram da receita e o gelo foi inserido definitivamente. Estava criado o coquetel n° 1 do Brasil: Sua excelência, a caipirinha.

Nos anos 2000, a mesma foi reconhecida internacionalmente como o coquetel aperitivo representativo de nosso país pela Internacional Bartenders Association como sede em Singapura.

De lá para cá, a mesma começa a ser preparada não só com limão; mas também com frutas como kiwi, uva, caju, banana, morango, maracujá, entre outras tantas.

A verdadeira e autentica caipirinha é a de limão, as demais tecnicamente são chamadas de “caipifrutas”.

Internacionalmente só os coquetéis feitos com cachaça (bebida base), açúcar e limão, são denominados de caipirinha. Os feitos com vodca são caipirosca, com rum são caipiríssima, com sakê, as sakerinhas.

Esse coquetel originalmente simples acabou sendo cada vez mais difundido mundialmente por conta das cópias de outros países, trocando a bebida base cachaça por bebidas destiladas de reconhecimento mundial: Vodca, Sakê, Rum, Pisco, Uísque, Tequila, entre outros.

Em todo o Brasil, a cachaça serve de bebida base para os mais variados coquetéis: short (curtos), long (longos); aperitivos (antes das refeições), digestivos (após as refeições), estimulantes (com café, chocolate e derivados), nutritivos (com leite condensado, rapadura, amendoim, ovos, sorvetes, leite de coco), refrescantes (com muitos sucos de frutas tropicais e gelo).

Hoje são coquetéis de grande reconhecimento nacional e internacional, por outro lado nestes últimos dez anos, as indústrias de cachaça desenvolveram-se de forma acentuada em função do crescimento da coquetelaria nacional e de sua proposta diferenciada em relação ao mercado de bebidas em geral.

Percebe-se que a coquetelaria nacional tem um potencial imenso de atividades e que o empresariado nacional e o nosso consumidor terão ainda muitas surpresas extremamente agradáveis com este segmento específico da gastronomia brasileira.

Saúde!!!

Por Prof. Celso dos Santos Silva é vice-Presidente Internacional de AREGALA – Associación de Restauradores Gastronómicos de Las Americas y del Mundo e Presidente de Cozinheiros sem Fronteiras – Brasil. Clique aqui e acesse a entrevista do Prof. Celso sobre os desafios do setor da gastronomia!

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

Coquetéis Brasil: coquetelaria nacional e destaque à caipirinha! was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecedor conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!