carnaval de rua

ANR pesquisa impacto do carnaval de rua em São Paulo

O Foodnews destaca a iniciativa da ANR em realizar pesquisa para avaliar impacto do carnaval de rua em São Paulo.

ANR realiza pesquisa para avaliar impacto do carnaval de rua em São Paulo.

O crescimento do carnaval de rua em São Paulo preocupa moradores e comerciantes, especialmente nas regiões de Pinheiros, Vila Madalena e Consolação (Praça Roosevelt).

Nas últimas semanas, a ANR – Associação Nacional de Restaurantes recebeu ligações e mensagens de gestores de bares e restaurantes relatando queda de receita e excesso de ocorrências como vandalismo, pichação e lixo nessas áreas.

Atenta às necessidades de seus associados e dos empresários do setor de alimentação fora do lar, em geral, a ANR convida a todos para responder até sexta-feira, dia 31 de março, uma pesquisa que irá avaliar o impacto do carnaval de rua nos negócios dos bares e restaurantes.

O questionário foi enviado aos associados na última semana, via e-mail. Todas as respostas permanecerão em total sigilo e só serão divulgadas em uma forma consolidada, sem possibilidade de identificação individual.

Com as informações, a entidade irá levar ao prefeito João Doria um documento com dados e fatos que deem a real dimensão dos problemas enfrentados pelos empresários, funcionários e clientes, demandando providências futuras, entre as quais a possível transferência do carnaval para locais fechados, como o Anhembi e Interlagos.

No ano de 2016 a Prefeitura registrou um total de 355 blocos de ruas cadastrados no carnaval de SP, um aumento significativo em relação a 2015, quando 259 agremiações desfilaram. E este número só aumenta a cada ano.

No carnaval de São Paulo em 2017, o número de blocos de rua cadastrados passou de 500, um percentual que ultrapassa 40% o observado no ano anterior.

A mudança no percurso dos blocos de rua também foi uma novidade do último carnaval de São Paulo. Até 2015, a concentração das agremiações ficava na Zona Oeste, pegando a Vila Madalena e a área de Pinheiros. Com isso a prefeitura resolveu descentralizar os blocos e dividi-los também pelas zonas Norte e Sul.

Caso haja alguma dúvida ou não tenha recebido o formulário para preenchimento, entre em contato pelo: comunicacao@anrbrasil.org.br.

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

ANR pesquisa impacto do carnaval de rua em São Paulo was last modified: by

A Associação Nacional de Restaurantes (ANR) reúne e representa empresários de todo porte do setor de food service em suas relações com os poderes públicos, entidades de trabalhadores e junto à sociedade em geral. A ANR tem hoje cerca de 500 associados que reúnem mais de 6.000 pontos comerciais no Brasil, entre restaurantes independentes e grandes redes de alimentação.