combate ao desperdício de alimentos

Estratégias no combate ao desperdício de alimentos no País!

Embrapa foca em iniciativas que visam o combate ao desperdício de alimentos no Brasil.

Isso porque cerca de 60% dos brasileiros desperdiçam alimento em bom estado, diz pesquisa recente encomendada pela Unilever e os motivos variam desde a falta de planejamento até ignorar a comida que está na geladeira.

E a importância no combate ao desperdício de alimentos vem do fato que, segundo estimativa da FAO, cerca de 1/3 de todo o alimento produzido no mundo seja desperdiçado ou descartado. Ciente dessa realidade, a Embrapa participa de iniciativas intersetoriais para redução de perdas e desperdício de alimentos e tem como desafio contribuir para a redução pela metade dessas perdas até o ano de 2030.

Nos dias 9 de 10 de agosto, pesquisadores e analistas da Empresa participam do workshop coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) sobre perdas e desperdícios de alimentos. O evento dará início ao trabalho do grupo gestor criado recentemente pela Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan) para tratar do tema. A Embrapa apresentará os resultados de pesquisa e metodologias relacionadas à mensuração de perdas na pós-colheita da cadeia de hortaliças.

E o combate ao desperdício de alimentos passa principalmente por ações no setor de FLVs, já que as frutas, legumes e verduras lideram o desperdício no País! Clique aqui e saiba mais do assunto!

Participar da Semana Nacional de Conscientização de Perda e Desperdício de Alimentos é mais uma das frentes de atuação da Embrapa, que há mais de 40 anos desenvolve pesquisas sobre o combate ao desperdício de alimentos em toda a cadeia produtiva, incluindo diversas soluções tecnológicas, como a conservação de revestimentos biodegradáveis na conservação do coco, manejo integrado de pragas e grãos de sementes armazenadas, revestimento filmogênico na pós-colheita da goiaba, embalagens anatômicas para aumentar a vida útil de fruteiras, aplicação de revestimento comestível para a conservação do palmito de pupunha, entre outras.

Vale destacar também que este ano, a Semana Nacional de Conscientização está prevista para ocorrer de 5 a 11 de novembro e contará com a participação de várias instituições além da Embrapa, como o Ministério do Meio Ambiente (MMA), o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), a FAO, WWF Brasil, Sebrae e ONU Meio Ambiente.

A semana tem o objetivo de aumentar a compreensão e fortalecer a ação de todos os setores da sociedade, principalmente consumidores, produtores agrícolas, indústrias alimentícias, comércio e varejo, pesquisa e inovação, com a finalidade de contribuir para a redução de perdas de alimentos no país.

No dia 20 de setembro, a Embrapa coordenará, em parceria com a representação da União Europeia no Brasil, o “Seminário Internacional União Europeia-Brasil sobre perdas e desperdícios de alimentos em cadeias agroalimentares: oportunidades para políticas públicas”, como parte do projeto liderado pela Embrapa nos Diálogos Setoriais União Europeia-Brasil. O evento ocorrerá na sede da Embrapa, em Brasília, e incluirá a apresentação dos resultados da pesquisa sobre consumo familiar de alimentos e desperdício, bem como dos resultados do projeto “Perdas e desperdício em cadeias agroalimentares”, liderado pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Outra frente de atuação da Embrapa no combate ao desperdício de alimentos é a campanha #SemDesperdício, lançada pela Embrapa, WWF-Brasil e FAO, no final de 2016. Assim como a semana nacional de conscientização, o objetivo da campanha é aproximar o tema desperdício de alimentos do dia a dia dos brasileiros, buscando gerar um impacto positivo nos hábitos de consumo alimentar e comportamentos.

A Embrapa é parte integrante do Comitê Técnico de Perdas e Desperdício de Alimentos, criado no âmbito da Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan), sob a coordenação do Ministério do Desenvolvimento Social. O Comitê é responsável pela implementação da estratégia intersetorial para a redução de perdas e desperdício de alimentos no Brasil.

A redução de perdas e desperdícios de alimentos integra a megatendência Intensificação e Sustentabilidade dos Sistemas de Produção Agrícolas do Documento Visão 2030 lançado pela Embrapa este ano.

As megatendências, no total de sete, apontam desafios para a agricultura brasileira para os próximos anos. E de acordo com o documento, a questão do desperdício de alimentos nos domicílios é um fenômeno social que somente agora começa a ser estudado e melhor compreendido. “As famílias também descartam quantidades consideráveis de alimentos devido a fatores culturais, como, por exemplo, cozinhar mais do que o necessário e apresentar grandes porções de alimentos à mesa”, diz o documento que também reconhece que o enfraquecimento do sistema público de extensão rural dificulta a transferência de tecnologia para a redução das perdas pós-colheita, bem como a insuficiência de investimentos na melhoria logística que traz consequências para o escoamento seguro da produção.

Adaptado da Embrapa

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

Estratégias no combate ao desperdício de alimentos no País! was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecer conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!