competitividade do restaurante

Competitividade do restaurante. Confira as dicas !

No Foodnews, painel CNTur – Confederação Nacional do Turismo, veja algumas dicas de como tornar seu estabelecimento mais competitivo. Uma das formas que qualquer empresa tem para aumentar sua condição de competitividade do restaurante é o aumento da produtividade. Esse é um tema amplo mas que pode e deve ser trabalhado no dia a dia de todo tipo de negócio.

E a primeira dica aqui é: seja insistente com ações que busquem fazer “mais com menos”.

Uma coisa que muitos estão fazendo para aumentar a competitividade do restaurante é reduzir a capacidade ociosa do estabelecimento.

Para aqueles que não tem mais a casa cheia do passado, cabe a utilização do espaço para reuniões, encontros de negócios, eventos, festas, com os devidos cuidados para não descaracterizar a casa frente a sua clientela mais tradicional.

Também cabe aproveitar a tendência de mercado, onde mais pessoas estão utilizando de serviços de entregas por aplicativos. É preciso estar preparado para essas novas ferramentas disponíveis e utilizadas principalmente pelo público mais jovem!

A seguir um trecho da pesquisa, realizada pelo Estadão Conteúdo e publicada no final de Junho de 2016 que confirma essa tendência:

Pesquisa indica que 56% das pessoas fazem pedidos semanais via delivery

Um levantamento sobre os hábitos de consumo via delivery mostrou que mais da metade dos usuários deste tipo de serviço, cerca de 56%, fazem pedidos semanais. Destes, 14% realizam pedidos mais de duas vezes por semana; 18%, duas vezes; e os outros 24% realizam um pedido semanalmente. Através da plataforma Conectaí, foram entrevistadas 1.800 pessoas de diversas cidades.

Ainda segundo o levantamento, os principais horários dos pedidos são o jantar no final de semana (67%), jantares durante a semana (46%) e o almoço aos sábados e domingos (20%). A análise também revelou que os homens são os que mais solicitam (54%) e que a classe B é a que mais consome comida via delivery (69%), seguida da C (17%) e da classe A (14%).

A região Sudeste é a que mais pede (49%), seguida por Nordeste (22%), Centro Oeste/Norte (15%) e Sul (14%). E ao contrário do que parece ser o senso comum, o levantamento indicou que aqueles que moram sozinhos não são os que mais consomem via delivery. Esse perfil se encaixa em somente 8% dos consumidores, ficando na quarta posição, atrás daqueles que possuem a companhia de cônjuge e filhos (41%), dos que moram com amigos ou outros parentes (29%) e aqueles que moram somente com algum companheiro (18%).

O estudo apontou ainda um crescimento do uso da tecnologia no momento das solicitações. Atualmente, aplicativos para smartphones e a internet já representam 38% dos pedidos, enquanto o telefone, meio mais antigo e tradicional, representa 62%. Dentre os que realizam por meios digitais, os principais motivos para utilizar são: a facilidade de fazer o pedido (64%), acesso ágil ao cardápio (55%) e não precisar falar com o atendente (51%).

Voltando a questão da competitividade do restaurante……então você precisa estar atento e fazer os ajustes necessários na sua operação diária, um dos pontos centrais da entrega é a forma. Fique ligado, faça pesquisa, conheça as opções e as novidades do mercado e otimize sua operação.

Cadastre-se no Foodnews e receba gratuitamente notícias exclusivas da CNTur e novidades do segmento de alimentação fora do lar!

O Foodnews é uma parceria com a Foodlogics – www.foodlogics.com.br, que oferece um ambiente online de busca de fornecedores, banco de dados e um painel de cotação exclusivo para seus usuários. Confira e use. É grátis!

Competitividade do restaurante. Confira as dicas ! was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecer conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!