contaminação

Alimentos com maior risco de contaminação

É crescente a preocupação com relação a segurança diante da questão da contaminação dos alimentos, tanto no Brasil quando lá fora.

E você sabe quais os alimentos oferecem maior risco de contaminação?

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), anualmente 600 milhões de pessoas adoecem e 420 mil morrem por doenças de origem alimentar.

Os vilões dessas doenças são bactérias, vírus, parasitas, toxinas, prions, agrotóxicos, produtos químicos e até metais pesados. Uelinton Pinto, pesquisador do Centro de Pesquisa em Alimentos (Food Research Center – FoRC), divide os alimentos com maior risco de contaminação por patógenos em três categorias:

  • alimentos frescos de origem animal (carnes vermelhas, aves, pescados, ovos);
  • alimentos frescos de origem vegetal (que podem carregar patógenos devido a circunstâncias como o contato com solo, ou o uso de água contaminada para irrigação, ou ainda por uma compostagem mal feita do esterco); e
  • os alimentos manipulados (nos quais o risco maior recai sobre o manipulador e a superfície que ele utiliza).

“No caso dos alimentos frescos de origem animal, processos como a pasteurização, a esterilização, o uso de conservantes e o próprio cozimento eliminam os patógenos. Já no caso daqueles de origem vegetal, é preciso incentivar as boas práticas no campo, bem como a higienização correta em casa, que pode ser feita com vinagre, muito efetivo por conter o ácido acético – que é um bom antimicrobiano –, ou com o hipoclorito, seguido de enxágue em água potável”, lembra Uelinton.

Segundo ele, cabe muita atenção aos alimentos chamados minimamente processados (como aquelas saladas de fruta vendidas prontas nos supermercados, as frutas vendidas já descascadas ou as hortaliças já prontas para consumo). “Eles não passam por processos industriais de esterilização, mas apenas por um processo simples de higienização”, alerta. Portanto, cabe às empresas produtoras garantir a qualidade e segurança desses produtos.

O processo de compostagem, que transforma matéria orgânica (como fezes de animais) em adubo, é realizado com o intuito de matar os patógenos presentes no esterco. Mas, se a compostagem não for bem-feita, pode haver a contaminação do vegetal, especialmente daqueles que entram em contato direto com o solo, como o morango, por exemplo. Por isso a importância da correta higienização antes do consumo.

E já que estamos falando de alimentos com risco de contaminação, o Foodnews destacou o tema de como se proteger da salmonella em carne de aves. Clique aqui e confira!

Adaptado de Alimentos Sem Mitos

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

Alimentos com maior risco de contaminação was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecedor conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!