demanda por carne suína

Demanda por carne suína de países africanos sobe em 2018

A demanda por carne suína brasileira está em alta nestes primeiros meses de 2018.

Apesar dos preços em queda da carne no mercado interno, a demanda por carne suína de países africanos e asiáticos tem sido destaque positivo em 2018!

Embora Hong Kong e China tenham sido os principais mercados responsáveis pelo bom resultado das saídas brasileiras de carne suína em março, a intensificação das vendas para países africanos, como Angola e África do Sul, contribuiu para impulsionar os embarques do período.

De janeiro a março de 2018, a África do Sul já adquiriu 59% mais carne do que todo o ano passado, quando importou 3,1 mil toneladas. Apenas em março, segundo a Secex, os embarques ao país sul-africano somaram 1,07 mil toneladas, mais que o dobro do mês anterior e 4,5 vezes acima do de janeiro.

Para Angola, os embarques alavancaram de 1,3 mil toneladas em fevereiro para 4,3 mil toneladas em março.

Quanto ao mercado interno, com as vendas de carne no atacado ainda em ritmo lento, frigoríficos seguem adquirindo novos lotes de animais vivos de forma cautelosa, cenário que mantém os preços do suíno enfraquecidos em muitas regiões acompanhadas pelo Cepea.

Além da crescente demanda por carne suína dos países africanos, vale lembrar que a recente disputa comercial entre China e Estados Unidos favorece as vendas de suínos do Brasil para o país asiático.

Aliás, vale lembrar que  o mercado de exportação de carne suína do Brasil assume posto de principal fornecedor para o mercado chinês! Clique aqui e saiba mais!

Os preços dos grãos tem aumentado a dificuldade dos produtores de suínos e aves que, já sofrem com a queda nos valores recebidos pelas carnes. A disparada nos preços do milho no mercado interno tem preocupado bastante os produtores de suínos e aves brasileiros, visto que este é um dos principais insumos da atividade. Clique aqui!

Adaptado do Cepea

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

Demanda por carne suína de países africanos sobe em 2018 was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecer conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!