desafio do café do Brasil

Novo desafio do café do Brasil é o mercado chinês!

Um grande desafio do café do Brasil é se estabelecer como exportador para o mercado chinês.

Isso porque o mercado da China tem se mostrado bastante promissor para compra do grão. Inclusive esse assunto já foi tema do Foodnews. Clique aqui e confira!

O fato é que o carro-chefe das vendas de Minas no exterior, o chamado ‘ouro negro’ apenas começou a ingressar no mercado chinês, tradicional consumidor de chá, mas que deve se transformar no maior importador do mundo de café, segundo o presidente da CNA, João Martins da Silva Júnior.

“Está havendo uma enorme mudança cultural na China e o país deve se tornar o maior consumidor do mundo em café, mas o Brasil precisa agregar valor ao seu produto (para ocupar esse mercado)”, disse o presidente da CNA, ao participar, em Belo Horizonte, da Semana Internacional do Café (SIC), considerada um dos maiores eventos da cafeicultura no mundo.

Pois é, o desafio do café do Brasil é, antes de expandir as vendas para a China é agregar valor ao produto nacional. Nesse aspecto, vale lembrar que o consumo de cafés especiais cresce mais que o consumo de café tradicional (clique aqui)

A produção brasileira de café é exportada para vários países, mas, em especial, Japão, Bélgica, Estados Unidos e Alemanha. O presidente da Comissão Nacional de Café da CNA, Breno Mesquita, destacou durante o evento realizado no centro de convenções Expominas, em BH, que as economias maduras da Europa e dos Estados Unidos também vão continuar consumindo o café do Brasil.

Aliás, clique aqui e confira os principais países importadores de café do Brasil!

“Estamos tendo respostas do investimento feito no passado de países do Leste Europeu, como Rússia e Escandinávia, ou seja, o café do Brasil é hoje diluído ao longo do mundo na sua quantidade”, disse Mesquita. Ele afirmou que o produto nacional tem qualidade e quantidade necessária para a entrega, diferentemente de qualquer outro país no mundo.

Volumes do grão não vão faltar ao país. O Brasil deve colher ao redor de 58 milhões de sacas, das quais 53% de café produzido em Minas (30,7 milhões de sacas), segundo as estimativas da Federação da Agricultura e Pecuária de Minas Gerais (Faemg).

E por falar em desafio do café do Brasil, será que o nosso café está sendo valorizado internacionalmente? Clique aqui e saiba mais!

Adaptado do Estado de Minas

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

Novo desafio do café do Brasil é o mercado chinês! was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecer conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!