frio

Efeitos do frio nos preços de frutas, legumes e verduras. Veja destaques!

O frio causa efeito distinto nos preços de algumas frutas, legumes e verduras no país. Veja alguns destaques em julho de 2017.

As cotações do tomate salada longa vida subiram na Ceagesp. Com as baixas temperaturas registradas na maior parte das regiões produtoras, a maturação dos frutos esteve mais lenta nos últimos dias.

A oferta de tomates verdes e a demanda pelo fruto maduro aumentaram nos atacados de todo o País. Entre 17 e 21 de julho, o tomate salada longa vida 2A teve média de R$44,44 por caixa de 20 kg, valorização de 16,48% frente ao período anterior. A média do longa vida 3A foi de R$63,54/cx, alta de7,77% na mesma comparação.

No caso da melancia, as baixas temperaturas impactaram o mercado nacional da fruta na semana  entre 17 e 21 de julho. Em Uruana (GO) e Lagoa da Confusão (TO), principais regiões que estão abastecendo o mercado, os preços registraram queda de 11% e de 19%, respectivamente, em função da diminuição da demanda.

O frio também causou danos na qualidade da melancia goiana. Na Ceagesp (SP), a estabilidade da oferta e o menor número de encomendas culminaram em menor variação dos valores, que foram de R$1,40/kg para a melancia graúda (>12 kg), recuo de 6,7% em relação à semana anterior. Para a próxima semana, não há expectativas de valorização da fruta, já que a oferta pode aumentar levemente.

Já os preços das alfaces tiveram queda pela terceira semana consecutiva nas regiões de Ibiúna e Mogi das Cruzes (SP).

O principal motivo foi a forte massa de ar frio que chegou ao Sudeste no meio de julho. A redução das temperaturas desestimula o consumo de folhosas, levando a queda nos preços nas roças.

A alface americana em Ibiúna teve preço médio de R$9,57/cx com 12 unidades (entre os dias 17 e 21 de julho), diminuição de 33,48% em relação à semana anterior. Em Mogi das Cruzes, houve queda de 6,06% na alface crespa, que custou em média R$15,50/cx com 20 unidades.

Além da redução nas vendas, a produção de folhosas está satisfatória, sem problemas com doenças e no tamanho padrão, segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea.

Para a próxima semana (22 a 28 de julho), não há previsão de chuvas em ambas as regiões e a tendência é de temperaturas mais amenas, já que o frio intenso perdeu força. Apesar da melhora do clima, historicamente são esperadas vendas mais fracas para todo o mês de agosto.

Clique aqui e acesse o índice de preços de frutas, legumes e verduras da Ceagesp de junho de 2017!

Adaptado de Hortifruti

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

Efeitos do frio nos preços de frutas, legumes e verduras. Veja destaques! was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecedor conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!