juros

Juros e inflação. A política monetária e o consumo em 2017!

A política monetária e a trajetória do juros em 2017 é algo que preocupa os empresários e isso não é diferente entre bares e restaurantes que esperam um ânimo no consumo e medidas que aqueçam a economia. Veja o que esperar para 2017 e próximos anos no Foodnews!

Estamos mesmo no fim de uma era, na qual a corrupção na política tomou uma escala industrial, tendo sido a marca registrada do sistema de poder que nos governou até o início de 2016.

Esta é a parte boa de um ano que não deixará saudades. A governança do país certamente irá melhorar e até já vemos alguns elementos de uma nova geração voltar a participar da política.

Entretanto, esta reconstrução levará algum tempo.  A recuperação da difícil situação econômica atual, particularmente depois que a atividade econômica no terceiro trimestre, se revelou pior do que o esperado.

Acreditamos que, apesar de toda a volatilidade atual, será possível uma trajetória positiva para 2017, ainda que modesta: projetamos um crescimento próximo de 1% no ano.

Finalmente, chegou a hora da política monetária se tornar ativa. Tudo concorre nesta direção. Como mostrou o IPCA do mês de novembro (que ficou em 0,18%), a inflação vem realmente caindo e deverá fechar o ano em 6,5%.

Para 2017, é perfeitamente possível projetar uma inflação abaixo de 5,0% em 2017, embora o Banco Central projete um valor de IGP-M de 5,20% no próximo ano. Com o tamanho da recessão, o avanço na área fiscal e as expectativas de inflação cadente não existem mais desculpas para o Banco Central manter atitude cautelosa nestes últimos meses.

Com isso, a expectativa da Selic é que encerre 2017 em torno de 10,50%, enquanto atualmente o valor está em 13,75%.

Os juros já foram mais atraentes, mas, a política monetária parece estar mais favorável ao incentivo do consumo.

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

Juros e inflação. A política monetária e o consumo em 2017! was last modified: by

A Associação Nacional de Restaurantes (ANR) reúne e representa empresários de todo porte do setor de food service em suas relações com os poderes públicos, entidades de trabalhadores e junto à sociedade em geral. A ANR tem hoje cerca de 500 associados que reúnem mais de 6.000 pontos comerciais no Brasil, entre restaurantes independentes e grandes redes de alimentação.