margem do varejo

Margem do varejo chega até 4 vezes nos hortifrútis!

De fato, os preços ao varejo são mais elevados do que os observados na roça. No entanto, a margem do varejo chega até 4 vezes mais que o preço do produto no campo.

Quando comparadas as duas pontas opostas da cadeia de frutas e hortaliças frescas (produtor e consumidor), é importante destacar que os custos dos compradores não envolvem apenas a aquisição da matéria-prima.

Há uma série de serviços adicionados para levar o produto de uma ponta a outra, como: transporte, armazenamento, beneficiamento/processamento, classificação, embalagem, marketing etc., que acabam incluindo custos com mão de obra, frete, aluguel e/ou aquisição de benfeitorias e máquinas, impostos, seguros, financiamentos e assim por diante.

No geral, observamos que quanto menos perecível, mais padronizado e com menos intermediários envolvidos, menor é a margem do varejo (ou a diferença entre os valores) entre o produtor e ao varejo.

Isso pode ser observado nos produtos importantes na cesta do consumidor, que também são analisados pela Revista Hortifruti Brasil de agosto: batata, cebola, tomate, banana, laranja, maçã e uva.

O cálculo da margem do varejo foi realizado confrontando-se os dados do varejo divulgados pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA) na cidade de São Paulo, no período de janeiro de 2016 a fevereiro de 2017, e ao produtor coletados pelo Hortifruti/Cepea.

As cotações no varejo são referentes à capital paulista, e para que a comparação fosse feita da melhor forma, as cotações ao produtor foram escolhidas de acordo com as regiões com maior participação no envio de produtos à capital.

Exemplos de margem do varejo em relação ao preço pago ao produtor seguem abaixo

  • Cebola:  4,0x mais, ou seja, preço do varejo é 4x maior que o preço pago ao produtor;
  • Laranja: 3,5x;
  • Uva: 3,0x
  • Tomate: 3,0x;
  • Batata: 2,0x;
  • Maça: 2,0x;
  • Banana: 2,0x.

O fato é que a diferença expressiva entre os preços que o horticultor vende seus produtos e o que está exposto na gôndola do supermercado é algo que incomoda o produtor brasileiro de frutas e hortaliças. Assim, é quase uma convenção que os hortifrútis são caros ao consumidor e a remuneração ao produtor é baixa. Mas isso é mito ou verdade? (clique aqui e saiba mais).

Adaptado de Hortifruti

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

Margem do varejo chega até 4 vezes nos hortifrútis! was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecer conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!