preços da ceagesp

Índice de preços da Ceagesp sobe em março de 2018!

O índice de preços da Ceagesp apresentou leve alta em março de 2018!

O índice de preços da Ceagesp encerrou o mês de março com alta de 0,21% em relação ao mês anterior.

Apesar da média de chuvas ter sido semelhante à média histórica para o período, a concentração de precipitação para o final do mês prejudicou as culturas de verduras, porém, sem reflexos nos preços em março. Os setores de legumes e verduras registraram baixa nos preços, compensando, parcialmente, as fortes altas ocorridas do início do ano.

Em março, o setor de frutas registrou alta de 0,74%. As principais altas foram nos preços do mamão havaí (89,9%), do caju (34,0%), do mamão formosa (33,3%), da melancia (20,4%) e da laranja pera (18,0%). As principais baixas ocorreram com o kiwi estrangeiro (-29,0%), com a pera estrangeira d’Anjou (-23,5%), com a maçã nacional fuji (-14,4%) e com a jaca (-13,0%).

O setor de legumes registrou recuo de 3,99%. As principais baixas ocorreram com os pimentões amarelo (-28,3%), e vermelho (-22,8%), com o chuchu (-27,3%), com o cará (-18,8%) e com o inhame (-16,0%). As principais altas ocorreram com a cenoura (10,4%), com a vagem macarrão curta (7,8%), com o pepino comum (5,3%) e com o jiló (5,1%).

O setor de verduras apresentou forte baixa de 5,53%. As principais baixas ocorreram com a alface americana (-22,3%), com a catalonha (-17,9%), com o almeirão pão de açúcar (-17,5%), com a cenoura com folhas (-15,8%), com a alface lisa (-15,3%) e com as alfaces hidropônicas lisa e mimosa (-14,7%). As principais altas foram do brócolos ninja (12,3%), da couve-flor (9,4%) e da salsa (6,5%).

Já o setor de diversos apresentou alta de 0,79%. As principais altas ficaram por conta do alho estrangeiro chinês (15,2%), dos ovos brancos (11,1%), dos ovos vermelhos (10,0%) e do alho nacional (9,7%). As baixas ocorreram com a batata beneficiada lisa (-8,3%) e com o amendoim com casca (-2,7%).

O setor de pescados teve alta expressiva de 4,70%. As principais altas foram da sardinha fresca (69,2%), do namorado (14,4%), da pescada tortinha (13,9%), do robalo (12,6%) e da corvina (12,3%). As principais baixas ocorreram com a tainha (-6,4%) e com o camarão ferro (-4,3%).

O volume comercializado na Ceagesp totalizou no trimestre 824.418 toneladas ante 835.166 negociadas no mesmo período de 2017. Decréscimo de 1,29%, influenciado principalmente pelo setor de Legumes que apresentou diminuição no volume de 4,27% em relação ao mesmo período do ano passado. O volume comercializado em março de 2018, da ordem de 291.366 toneladas, registrou uma leve retração de 0,25%, em comparação a março de 2017, quando atingiu 292.087 toneladas.

O índice de preços da Ceagesp fechou o mês de março com leve alta, de 0,21%, contida pela redução dos preços nos setores de Legumes e Verduras. No acumulado do ano temos alta de 0,59%. Para este mês de abril prevemos o início de uma redução nos preços devido ao abrandamento do calor e menor risco de chuvas fortes.

As frutas, legumes e verduras lideram o desperdício de alimentos no País!

O ano de 2016 o setor de alimentos perdeu cerca de R$7 bilhões, por danos, logística, aparência ou validade, segundo a Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Clique aqui e saiba mais!

Adaptado da Ceagesp

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

Índice de preços da Ceagesp sobe em março de 2018! was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecedor conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!