preços da mandioca

Preços da mandioca mantém ritmo de alta!

Os preços da mandioca seguem em alta em outubro de 2017!

A oferta de mandioca segue baixa em todas as regiões acompanhadas pelo Cepea, reflexo da falta de lavouras de segundo ciclo e do adiamento da colheita de raízes mais novas.

Além disso, as chuvas dos últimos dias dificultaram o avanço dos trabalhos no campo. Esse cenário, somado à demanda firme, principalmente por parte das empresas com estoques mais baixos e/ou com compromissos de entrega a cumprir, tem sustentado os preços da mandioca, cuja média mensal em outubro já supera os R$635,0 por tonelada.

Entre os dias 23 e 27 de outubro, o preço médio nominal a prazo para a tonelada de mandioca, posta fecularia, foi de R$635,02 (R$1,1044 por grama de amido), alta de 1,3% frente à média do período anterior e a oitava alta consecutiva.

O Foodnews já havia discutido que em setembro de 2017, os preços da mandioca subiram com força devido à baixa oferta da raiz.

Esse cenário de preços da mandioca em patamares recordes se deve ao clima quente e seco, que prejudicou as atividades no campo.

No final de setembro, a média a prazo da tonelada subiu 7,11% frente à semana anterior, a R$598,78, o maior valor de toda a série histórica do Cepea, iniciada em janeiro de 2002. Clique aqui!

E você sabia que a mandioca foi eleita pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o alimento do século 21?

Mas não é somente pela sua importância no Brasil que a mandioca é considerada o alimento do século 21.

A mandioca é das mais importantes para a redução da fome de populações carentes na África, tanto que a Bill & Melinda Gates Foundation tem um relevante trabalho de pesquisa e fomento dessa cultura para elevar a produtividade, a qualidade e os nutrientes funcionais dessa raiz.

Nosso produto impressionou tanto a Bill Gates  que ele refere-se a esta dádiva da Natureza como “o mais interessante vegetal do mundo”. Clique aqui!

Adaptado do Cepea/Esalq

O Foodnews é o canal de notícias da gastronomia!

Preços da mandioca mantém ritmo de alta! was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecedor conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!