preços do açúcar

Preços do açúcar recuam quase 30% na comparação anual

O Foodnews destaca o comportamento recente dos preços do açúcar que apresentam forte queda na base anual de comparação.

O Indicador de preços do açúcar cristal Cepea/Esalq para o estado de São Paulo segue em queda, refletindo o período de safra, com média de R$61,18/saca de 50 kg em julho de 2017.

Essa média, que é 15,32% inferior à de junho de 17 e 28,58% menor que a de julho de 16, é a mais baixa desde outubro de 2015 – valores deflacionados pelo IGP-DI de junho/17.

Segundo pesquisadores do Cepea, o clima seco no estado de São Paulo tem favorecido a colheita de cana e, consequentemente, a produção de açúcar nas usinas, que segue em ritmo acelerado.

Esse cenário climático benéfico à produção contribui para a queda nos preços do açúcar!

Além do aumento da oferta, as quedas nos preços do açúcar no mercado internacional também são determinantes para as cotações internas.

Entre os dias 24 e 31 de julho, o Indicador Cepea/Esalq do açúcar cristal recuou 1,15% fechando a R$58,48/saca de 50 kg no dia 31 de julho.

Ainda com relação a preços, o Foodnews tem acompanhado o comportamento das frutas, legumes e verduras. E por falar nisso, o Índice Ceagesp de preços sobe 1,31% em junho!

Em junho, o setor de frutas subiu 0,79%. As principais altas foram da ameixa estrangeira americana (207,2%), limão taiti (55,5%), melancia (35,2%), mamão havaí (35,1%), figo roxo (21%) e abacaxi (19,8%). As principais baixas foram do morango (-27,4%), maracujá azedo (-23,2%), da laranja pera (-19,7%), laranja lima (-17,1%) e do coco verde (-15,7%).

O setor de legumes registrou forte alta de 4,32%. As principais elevações ocorreram na abobrinha italiana (48,4%), pimentão verde (47,5%), pimenta cambuci (38,1%), jiló (36,4%) pimentão amarelo (36,5%) e maxixe (30,1%). As principais baixas ocorreram com o tomate comum (-23%), mandioca (-15,1%), tomate caqui e a cenoura, ambos com queda de 10,1%.

O setor de verduras teve alta expressiva de 15,89%. As principais altas foram das alfaces crespa e lisa (63% e 57,3% respectivamente), coentro (44,6%), alface americana (32,4%), das alfaces hidropônicas crespa, lisa e mimosa (26,5%), rúcula (25,7%), e escarola e rúcula hidropônicas (23,5%). As principais baixas foram da couve flor (-15,3%), repolho (-15%), erva-doce (-14,7%) e do brócolos ninja (-9,0%).

Adaptado do Cepea

O Foodnews é o canal de notícias da gastronomia!

Preços do açúcar recuam quase 30% na comparação anual was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecedor conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!