preços do feijão

Lembra do susto causado pelos preços do feijão em 2016? E agora?

Os preços do feijão em 2016 surpreenderam os consumidores com altas expressivas de preços no varejo.

Passado alguns meses, como estão os preços do feijão ao longo de 2017?

A Tabela abaixo destaca os dados dos preços do feijão, em valores nominais, desde janeiro de 2016, segundo Instituto de Economia Agrícola (IEA).

preços do feijão

Pois é, após a surpreende alta de 2016, quando no acumulado daquele ano a alta do feijão chegou a superar 140% em julho, os preços passaram a assumir comportamento de baixa.

No atacado paulista o preço médio do feijão, em 2016, era cotado a R$5,25 por kg em janeiro e em julho do mesmo ano chegou a R$12,67 por kg.

Atualmente (setembro de 2017) os preços do feijão acumulam queda de 11,05% frente aos valores praticados no início de 2016. E é importante destacar também que o preço médio do feijão em setembro deste ano é o menor ao longo dessa série iniciada em janeiro de 2016.

O comportamento dos preços do feijão desde janeiro de 2016 é ilustrado na Figura a seguir.

 

preços do feijão

Fonte: Dados do IEA (adaptado por Foodnews)

 

Os dados acima destacam a forte oscilação dos preços do feijão nos últimos meses, variando entre a mínima de R$4,7 por kg em setembro de 2017 e a máxima de julho de 2016 (R$12,7 por kg).

Entenda também um pouco mais dos custos do desperdício de alimento no mundo!

Dados da FAO revelam que, por ano, aproximadamente um terço dos alimentos produzidos em todo o mundo não é consumido pela população, sendo perdido em alguma etapa da cadeia de produção ou desperdiçado no elo final, em restaurantes e residências.

Isso sugere que o desperdício envolve cerca de 1,3 bilhão de toneladas de alimentos que não são aproveitados ou, em valor monetário, uma quantia aproximada de US$1 trilhão. Clique aqui e saiba mais!

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

Lembra do susto causado pelos preços do feijão em 2016? E agora? was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecedor conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!