preços dos alimentos

Índice de preços dos alimentos da Ceagesp em julho de 2018!

Índice de preços dos alimentos da Ceagesp apresenta queda generalizada em julho de 2018!

O índice de preços dos alimentos da Ceagesp encerrou julho de 2018 com redução de 5,22%, com todos os setores apresentando queda. No acumulado do ano, a queda é de 2,80%.

Em julho, o setor de frutas apresentou recuo de 2,33%. As principais baixas ocorreram com os preços do mamão havaí (-33,0%), do melão amarelo (-20,4%), da melancia (-20,0%), da banana nanica climatizada (-15,5%), da jaca (-15,4%) e da uva benitaka (-14,9%). As principais altas ocorreram com a acerola (28,7%), com a uva niágara (27,4%), com o maracujá doce (12,6%), com o figo (9,5%) e com a ameixa argentina (9,2%).

O setor de legumes registrou forte queda de 10,30%. As principais baixas ocorreram com os pepinos caipira (-40,3%), comum (-24,0%) e japonês (-21,7%), com a beterraba (-39,2%), com a cenoura (-24,4%), com as abobrinhas brasileira (-23,8%) e italiana (-19,1%), e com os tomates salada (-19,0%) e maduro (-18,1%). As principais altas ocorreram com os preços dos pimentões vermelho (21,4%) e amarelo (19,7%), da berinjela japonesa (16,2%) e do cogumelo shimeji (11,1%).

O setor de verduras apresentou redução de 9,36%. As principais baixas ocorreram com o espinafre (-27,2%), com a salsa (-23,8%), com o coentro (-23,0%), com a cebolinha (-21,1%), com a couve manteiga (-20,8%) e com o salsão (-20,3%). As principais altas ocorreram com os preços da alface crespa (7,7%), do rabanete (6,5%), da couve flor (5,4%) e da alface lisa (4,0%).

O setor de diversos apresentou expressiva baixa de 19,78%. As principais quedas ficaram por conta da cebola nacional (-51,5%), do coco seco (-22,9%), da batata beneficiada lisa (-20,4%), do alho nacional (-18,6%) e dos ovos vermelhos (-15,1%). As altas ocorreram somente nos preços da canjica (19,8%) e do milho de pipoca estrangeiro (1,8%).

O setor de pescados caiu 5,00%. As principais reduções foram registradas nos preços da anchova (-32,2%), do cascote (-26,2%), da abrótea (-25,9%), da pescada (-23,0%) e da tainha (-20,1%). As principais altas ocorreram com o robalo (16,7%), e com o cação congelado (6,8%).

O índice de preços dos alimentos da Ceagesp encerrou o mês de julho com queda de 5,22% em relação ao mês anterior. A quantidade de chuvas continuou muito abaixo da média histórica para o período. No entanto, o setor de verduras – que conta com alto índice de irrigação – apresentou forte redução nos preços. Todos os setores apresentaram queda, com destaque para o setor de diversos, que vinha numa série de altas desde fevereiro e agora apresenta expressiva baixa de 19,78%.

O volume comercializado no entreposto de São Paulo totalizou, no acumulado do ano, 1.794.421 toneladas. Por conta da greve dos funcionários da Ceagesp, iniciada em 25 de julho, não houve, desde então, a coleta das notas de entrada de mercadorias, o que prejudicou a apuração do real volume que entrou no Entreposto durante o mês, já que as mercadorias continuaram a chegar normalmente. O volume totalizado no mês foi de 197.743 toneladas.

E além dos preços dos alimentos, os consumidores estão procurando mais do que apenas sustentar seus hábitos alimentares no momento da compra de alimentos e bebidas. Clique aqui e saiba mais do assunto!

Adaptado da Ceagesp

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

Índice de preços dos alimentos da Ceagesp em julho de 2018! was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecedor conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!