preços dos alimentos

Preços dos alimentos no mercado varejista paulista, em setembro

Os preços dos alimentos no mercado varejista de São Paulo apresentam queda na base anual de comparação.

No mês de setembro de 2017, o acompanhamento de variação dos preços dos alimentos, em São Paulo, conduzido pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA), registrou que a cesta de gêneros necessários para a manutenção mensal de família composta por quatro indivíduos em média ficou estável (-0,01%) quando comparada à de agosto, e recuou -3,33% quando comparada à de setembro de 2016.

O comportamento dos preços dos alimentos indica que o valor gasto para adquirir a cesta de mercado hoje é inferior ao pago a um ano.

Para o grupo de produtos de origem animal, a alta no mês foi de 0,49%, sendo que o subgrupo “carnes”, isoladamente, foi responsável por parcela significativa dessa alta registrada (3,22%).

Em contrapartida, o grupo ovos, que no ano acumulava alta de 8,92%, sofreu queda expressiva de preços no mês (-7,01%). Em relação a leites e derivados, observa-se queda generalizada de preços (-3,54%) no período em análise.

O forte calor nos últimos meses ocasionou aumento da oferta de ovos, e a queda de renda é apontada como explicação da redução de demanda por produtos lácteos.

Para as carnes, aparentemente, não há uma motivação estrutural para o aumento, e especialistas conferem o aumento ao feriado prolongado no início do mês e a recuperação de margem de comercialização. Tanto o aumento nos preços da carne bovina quanto a queda nos preços dos ovos são observadas nos demais níveis de comercialização (produtor e atacado), também acompanhados pelo IEA.

Em relação aos produtos vegetais, o índice do mês aponta queda de 0,51% no valor dispensado. O grupo “frutas” chama atenção pela variação positiva de 5,00%. As frutas cítricas foram afetadas pelo forte calor fora de época, e destaca-se a variação de 20,90% nos preços médios de limão.

As hortaliças permanecem em queda; tomate e alho, por exemplo, tiveram reduções de preços superiores a 7%. Nos produtos básicos, observou-se queda de 1,00%, entretanto, o arroz, importante produto da cesta de alimentos do paulistano, teve aumento de 4,59% no período.

Você sabia que o Instituto ATÁ, do chef Alex Atala, está lançando a iniciativa “Fruto – As Possibilidades de Alimentar o Mundo”?

A iniciativa do Instituto ATÁ envolve um evento internacional e multidisciplinar para discutir a alimentação e gerar subsídios para a sustentabilidade do sistema agroalimentar. Clique aqui e saiba mais!

Adaptado do IEA

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

Preços dos alimentos no mercado varejista paulista, em setembro was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecedor conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!