probióticos

Como saber se um produto tem, de fato, efeitos probióticos?

Afinal, como podemos ter a certeza que um produto realmente tem efeitos probióticos?

Sabe-se que o consumo regular de probióticos, prebióticos e simbióticos pode assegurar o equilíbrio do conjunto de microrganismos que compõe o microbioma intestinal e até mesmo reduzir riscos de doenças cardiovasculares, osteoporose e câncer, entre outras enfermidades.

Eles se enquadram na definição de alimentos funcionais. Talvez por isso mesmo, a oferta de produtos com efeitos ditos probióticos aumenta a cada dia nas prateleiras dos supermercados. Entretanto, nem todos eles têm os efeitos apregoados.

Segundo a professora da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP, Susana Saad, também pesquisadora do Centro de Pesquisa em Alimentos (Food Research Center – FoRC), o uso do termo ‘probiótico’ requer cepas bem definidas, com efeitos comprovados à saúde do indivíduo. Infelizmente, segundo ela, muitas indústrias e até mesmo governos de alguns países não respeitam essas premissas.

No livro Probióticos e Prebióticos em Alimentos: Fundamentos e Aplicações Tecnológicas, organizado por Susana Saad com os colegas Adriano Cruz e José de Assis Fonseca Faria, os autores listaram as cepas (variedades) com efeito probiótico comprovado nos últimos anos. Entre elas destacam-se:

  • Lactobacillus casei Shirota
  • Lactobacillus casei DN114-001
  • Lactobacillus johnsonii La1
  • Lactobacillus acidophilus La-5
  • Lactobacillus rhamnosus GG
  • Bifidobacterium animalis DN-173010
  • Bifidobacterium animalis Bb-12

“Se o rótulo do produto contiver essas cepas, então provavelmente você estará consumindo um produto com efeito probiótico realmente comprovado, a não ser que variáveis como data de validade vencida ou estocagem incorreta incidam sobre o produto que você comprou, modificando suas propriedades”, afirma a pesquisadora. Entretanto, para se ter certeza do efeito probiótico de um alimento contendo uma determinada cepa probiótica, é necessário que esse efeito tenha sido confirmado em ensaios clínicos do tipo duplo-cego controlado por placebo.

Suzana ressalva, ainda, que os efeitos das propriedades funcionais dos probióticos ainda estão sendo estudados. “A eficácia desses alimentos sobre o estado de saúde e nutrição de uma pessoa também depende da composição e da atividade metabólica de sua microbiota intestinal”, pondera.

O Foodnews destaca os números preocupantes da obesidade em jovens no Brasil. Clique aqui!

Adaptado de Alimentos Sem Mitos

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

Como saber se um produto tem, de fato, efeitos probióticos? was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecedor conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!