qualidade das hortaliças

Clima prejudica qualidade das hortaliças e pressiona preços!

O preço está relacionado a qualidade das hortaliças. E em fevereiro de 2018 o clima não tem ajudado nesse aspecto.

Entre as hortaliças analisadas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a alface, batata e cenoura tiveram reduções consideráveis de preço nas principais Ceasas do país em fevereiro.

O motivo está na baixa qualidade das hortaliças, causada pelo excesso de chuvas e de calor nas principais regiões produtoras. A tendência é que esta queda de preços também alcance o consumidor final, que terão legumes menos vistosos, porém mais baratos.

Os dados estão no 3º Boletim Hortigranjeiro, divulgado pela Conab em março de 2018, que inclui os preços de diversas variedades de produtos e a comercialização nas grandes cidades. As informações foram captadas nas centrais de abastecimento de 8 estados brasileiros (SP, MG, RJ, ES, CE, PE, GO e DF).

A pesquisa também mostra que o tomate, depois de apresentar altas significativas em meses anteriores (clique aqui), já começou a diminuir os preços em alguns mercados. A batata registrou queda de preços na quase totalidade dos mercados, com exceção da capital paulistana onde ocorreu certa estabilidade (aumento de 0,98%) e no mercado fluminense onde o declínio foi de apenas 1,26%. Nos demais mercados as quedas das cotações ficaram entre 4,17% em Brasília e 18,12% em Goiânia.

Quanto à cenoura, as cotações caíram em todos os mercados. A maior queda foi em Goiás (26,60%) e a menor em Minas Gerais (6,34%). A exceção entre as hortaliças foi a cebola, que teve aumento em todos as centrais de abastecimento.

Em relação aos preços da banana, houve alta em cinco estados analisados, tendência marcante desde o mês de dezembro, com destaque para o Espírito Santo  (5,49%) e Pernambuco (25,40%), com registro de queda apenas na CeasaMinas (12,88%). A melancia teve alta de preços em seis Ceasas, principalmente no Distrito Federal (46,05%) e Ceará (23,07%).

Mais uma vez salvando o bolso do consumidor, os preços do mamão em fevereiro registraram quedas de dois dígitos, em especial na Ceasa/GO (26,24%) e Ceasa/DF (24,51%).

Vale destacar, contudo, que o índice de preços dos alimentos da Ceagesp encerrou fevereiro com alta de 1,77%. No primeiro bimestre do ano, o indicador acumula alta de 0,38%. Frutas, verduras e o setor de diversos registraram altas. Legumes e pescados apresentaram retração dos preços praticados. Clique aqui e confira!

Adaptado da Conab

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

Clima prejudica qualidade das hortaliças e pressiona preços! was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecedor conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!