reduzir custos sem perder talentos

Reduzir custos sem perder talentos, veja como foi o 3º RestauraRH

O Foodnews seleciona alguns temas importantes discutido durante o 3º RestauraRH, evento promovido pela ANR – Associação Nacional de Restaurantes.

Vamos destacar o tema de como reduzir custos sem perder talentos em seu restaurante!

Como reduzir os custos sem perder talentos, entender os anseios da geração Y, obter mais receitas por meio de práticas de saúde e segurança no trabalho e de que forma os valores e a cultura empresarial impactam a gestão de pessoas? Esses e outros assuntos, que abordam o desenvolvimento de práticas em prol dos recursos humanos, foram debatidos durante o 3º RestauraRH.

João Carlos Natal, consultor do SEBRAE destacou a importância do RH em momentos de crise ou de como reduzir custos sem perder talentos. O especialista explicou que um dos erros “crassos” das organizações é creditar a redução de custos ao corte de pessoal, uma vez que a medida faz com que muitos talentos sejam perdidos pela empresa. Segundo Natal, há outras alternativas antes de chegar ao funcionário, como por exemplo, o diagnóstico de custos supérfluos.

“Na ponta do lápis a concessão de benefícios requer projeções de fluxo de caixa. Qualquer 0.5% do faturamento que pode ser salvo já é um diferencial. É preciso pensar o RH como um investimento”, disse Natal. Segundo ele “o funcionário não deve ser o primeiro a ser cortado, mas sim o primeiro a ser treinado”.

Esqueça a máxima de que a chamada geração Y, formada por jovens de 20 a 34 anos, não tem comprometimento e tampouco gosta de trabalhar. Na palestra “O que buscam os millennials”, a diretora de RH e marketing do ManpowerGroup, Márcia Almström, revelou em uma pesquisa global que 35% da força de trabalho em 2020 será formada por jovens. Além disso, 73% dos jovens trabalham em tempo integral e 63% pretende seguir nas empresas, porém necessitam de novos desafios.

“Diferentemente da geração X, que buscava os chamados degraus, os millennials são adeptos das ondas de carreira. Eles encaram os períodos como ciclos e estão sempre em busca de constantes desafios”, afirmou Márcia.

Para a diretora de RH, esse público também busca o aprimoramento constante dos conhecimentos, possui espírito mais empreendedor e está mais aberto para atuar com contratos temporários ou freelancers. “A aprendizagem é o motor. A empresa pode ser o fomentador desse investimento. O desafio do gestor de RH é criar condições para retê-los”, completa Márcia.

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

Reduzir custos sem perder talentos, veja como foi o 3º RestauraRH was last modified: by

A Associação Nacional de Restaurantes (ANR) reúne e representa empresários de todo porte do setor de food service em suas relações com os poderes públicos, entidades de trabalhadores e junto à sociedade em geral. A ANR tem hoje cerca de 500 associados que reúnem mais de 6.000 pontos comerciais no Brasil, entre restaurantes independentes e grandes redes de alimentação.