café em pó

Pesquisa desenvolve detector de adulterantes em café em pó

Pesquisa da Embrapa desenvolve método para detectar adulteração no café em pó com rapidez e maior precisão!

A adição de outros materiais vegetais ao café em pó, torrado e moído, será mais facilmente desvendada por meio dos novos métodos de detecção desenvolvidos por pesquisa da Embrapa e parceiros.

As novas técnicas permitirão aos órgãos de fiscalização e de controle de qualidade detectar, com mais eficácia, adulterantes misturados café em pó.

De acordo com os pesquisadores da Embrapa Edna Maria Moraes Oliveira e Otniel Freitas Silva, os métodos desenvolvidos pela pesquisa apresentaram rapidez, precisão e especificidade para detectar e identificar os adulterantes mais comuns adicionados ao café em pó (torrado e moído), como milho, arroz e cevada.

Também mostraram capacidade de aferir a quantidade de adulterante presente em cada amostra além de alta sensibilidade, capaz de detectar até pequenas quantidades de adulterantes.

Os métodos de base molecular identificam sequências específicas, os marcadores moleculares, previamente selecionadas do genoma (DNA) dos adulterantes mais comuns. Esses, torrados e moídos como o café, são de difícil detecção pelos métodos utilizados atualmente, baseados na visualização por microscopia e macroscopia das características visuais de cores e imagens de cada produto adulterante em teste, o que depende muito da experiência do analista.

“Os métodos convencionais não são específicos para café ou para os adulterantes mais utilizados nesse produto, ou seja, não permitem identificar os adulterantes individualmente. Já a técnica PCR em tempo real vem sendo amplamente utilizada para a análise de sequências específicas de DNA de diferentes matrizes alimentares”, ressalta Edna Oliveira.

A exigência dos consumidores foi uma das principais motivações para a elaboração do projeto, que busca contribuir para a evolução do mercado de café no Brasil.

“A percepção e a pressão do consumidor vêm aumentando nos últimos tempos, exigindo do mercado a garantia de acesso a produtos de qualidade. Os consumidores sabem que o Brasil produz excelentes cafés”, afirma Edna Oliveira.

Para acessar os dados da pesquisa, na íntegra, clique aqui!

O Foodnews destacou que a expectativa de crescimento do consumo de café em cápsulas é destaque frente ao aumento do consumo de café em pó e torrado no País. Clique aqui e confira!

Adaptado da Embrapa

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

Pesquisa desenvolve detector de adulterantes em café em pó was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecer conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!