china

China: tendência de importar alimentos de maior valor agregado

O Foodnews apresenta um pouco dos números do mercado na China, sua demanda para as commodities e a tendência para exportações de produtos de maior valor agregado, como carnes, lácteos, vinhos entre outros.

O mercado na China é conhecido pela sua presença dominante no mercado mundial.

O famoso “Made in China”, encontrada em tudo, desde canetas a telefones, tornou as exportações da China extremamente visíveis e muitas vezes ofuscou o outro lado da relação comercial do país com o mundo

Contudo, nos últimos anos, o potencial da China como um mercado comprador tem conquistado contínua atenção.

O Relatório de Pesquisa Econômica (ERS) analisa o mercado chinês como o maior importador de produtos agrícolas na última década.

Entre 2000 e 2013, as importações agrícolas da China passaram de US$ 10 bilhões para US$ 123 bilhões.

O aumento da demanda do mercado chinês foi acima de 12 vezes neste período.

O aumento das importações foi impulsionado pelo aumento dos rendimentos e as mudanças nas preferências dos consumidores, bem como pela crescente demanda por matérias-primas industriais.

Embora os produtos a granel, como a soja e o algodão, continuem a ser predominantes nas importações agrícolas da China, as preferências dos consumidores e o aumento do poder de compra ampliaram o escopo dessas importações.

Como resultado, as importações de produtos transformados e orientados para o consumidor, como carnes, laticínios, vinhos e nozes, estão cada vez mais presentes no mercado chinês.

A demanda chinesa por produtos agrícolas deverá continuar crescendo no futuro próximo. Embora a soja provavelmente continue a ser a commodity de importação dominante, as compras de commodities de maior valor também devem se expandir.

No entanto, avaliar a magnitude da demanda futura da China para as importações é difícil por várias razões.

O crescimento mais lento da China, os estoques de commodities acumulados e as recentes restrições impostas pelas autoridades chinesas a algumas variedades geneticamente modificadas de milho, por exemplo, lançaram incerteza sobre o ritmo das importações.

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

China: tendência de importar alimentos de maior valor agregado was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecer conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!