Sinhores SP organza eventos com dicas para vender mais e gastar menos;

Dicas para gastar menos energia elétrica

Aconteceu no dia 25/04, na sede do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de São Paulo – SinHoRes-SP, a primeira Reunião do setor para discutir e apresentar estratégias para vender mais e gastar menos.

O evento contou com autoridades, lideranças e empresários, e é uma ação do sindicato que busca ajudar o desenvolvimento dos empresários do setor, apresentando alternativas para melhorar o desempenho com dois grandes focos: Ações para vender mais e gastar menos. Esse trabalho se dará por meio de palestras, encontros, seminários e rodadas sempre visando alternativas que podem ser tomadas, com baixo ou nenhum custo de implementação, e que podem gerar economias substanciais a médio e longo prazo e aumento da receita.

Para Nelson de Abreu Pinto, presidente do SinHoRes-SP, essa é uma iniciativa que visa estabelecer alguma sinalização para os empresários nesse difícil cenário que o país se encontra. “Nos momentos mais difíceis, como este em que são fechados 30 restaurantes por dia na cidade de São Paulo, é que o sindicato deve estar mais próximo de seu associado”, afirmou o presidente.

Uma das medidas encontradas para enfrentar a crise é a reativação do “Conselhão”, composto por cerca de 1500 diretores regionais (divididos por distritos da cidade), que irão representar o sindicato na região e trarão as principais necessidades e problemas dos estabelecimentos de cada região. A partir dos dados levantados, será formada uma agenda positiva de trabalho, com reuniões de grupo, para que da troca de experiências nasçam soluções para que os empresários conheçam melhor as ações para vender mais e gastar menos.

A reunião

Nesta primeira série de palestras foram apresentadas as linhas de financiamento da Desenvolve SP e do Banco do Povo Paulista, além maneiras de como aumentar a eficiência energética dos estabelecimentos, em palestra proferida pelo corpo técnico do SENAI.

Também na reunião, o Vereador Paulo Frange explicou como a nova Lei de Zoneamento afeta os negócios do setor, assunto que será retomado com maior profundidade em uma próxima data.

Você que não participou do primeiro, fale com um representante do seu distrito ou torne-se um representante, procure se informar no sindicato, pelo telefone (11) 3227-2000 com a Grazielle, Raílda, Malu, Nilton ou Ricardo, ou ainda pelo email: conselhao@sinhores-sp.com.br

Dentre os diversos temas discutidos o Senais/SP, especialiazado em eficiência energética pontuou algumas dicas para os restaurantes, bares e hoteis.

Dicas para economizar energia elétrica e gastar menos:

  • Procure não realizar ações com consumam energia em horário de picos, pois é o pior período e se paga multa por excesso de consumo, reveja seu dia a dia;
  • Verifique o seu contrato de consumo, pois você pode ter contratado a mais do que realmente precisa e está pagando por isso sem usar;
  • Sistema de iluminação interna e externa são fontes de melhoria com redução de custos de consumo;
  • Climatização pode ser melhor programada para reduzir consumo em horas de pico;
  • Motores são grandes consumidores de energia e também fontes de redução de consumo;
  • Possibilidade de gerar sua própria energia solar e vender a sobra.

Se preferir, o Senai faz uma avaliação prévia de sua situação, informações pelo fone (11) 3901-9313

 

Confira algumas linhas de crédito para o setor:

Desenvolve SP

A Desenvolve SP oferece diversas opções de crédito para:

  • Projetos de Implantação, expansão ou modernização de empresas;
  • Projetos para compra isolada de máquinas e equipamentos;
  • Projetos e empresas de inovação.

Financia projetos sustentáveis que promovam a redução de emissões de gases de efeito estufa e que minimizem o impacto da atividade produtiva no meio ambiente. Por meio de práticas sustentáveis, como redução de consumo de energia ou troca de combustíveis fósseis por renováveis, alinhada com a Política Estadual de Mudanças Climáticas (PEMC).

Taxa de juros: 0,53 ao mês – Atualizado pelo IPCA

  • Prazo : até 120 meses
  • Carência:  até 24 meses

 

Linha de repasse do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES voltada para o financiamento de projetos de modernização, aumento da capacidade produtiva, ampliação e expansão dos negócios, com valores inferiores a R$ 20 milhões de reais.

  • Taxa de juros: A partir de 0,96 ao mês
  • Prazo: até 120 meses
  • Carência: até 24 meses

 

Programa da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) para o financiamento de projetos inovadores para pequenas e médias empresas e outras instituições em investimentos para a introdução de novos produtos, processos, serviços, marketing ou inovação organizacional, ou aperfeiçoamento da tecnologia existente.

  • Taxa de juros: A partir de 0,60 ao mês
  • Prazo: até 96 meses
  • Carência: até 24 meses

Informações pelo E-mail: atendimento@desenvolvesp.com.br ou telefone (11) 3123-0464

Banco do Povo Paulista

Linhas de crédito de R$200,00 a R$20.000,00

credito microempre

Informações na rua Boa Vista 170 BL5, 1 andar telefone (11) 3241-7380(11) 3241-7387 com Lídia, Olegário ou Tânia.

Para conferir essa e outras notícias, dicas e eventos do setor, cadastre-se para receber nossa newsletter semanal.

A Foodnews é parceira da Foodlogics, plataforma online de cotação de produtos. Possibilita aos restaurantes, bares e hoteis, encontrarem mais opções de fornecimento e gastar menos. Cadastre-se é grátis.

 

Dicas para gastar menos energia elétrica was last modified: by

A CNTur - Confederação Nacional do Turismo é uma entidade sindical patronal de grau máximo, que congrega em todo território nacional 07 federações e mais de 130 sindicatos, representando cerca de 3,0 milhões de empresas geradoras de mais de 8 milhões de empregos.A CNTur reúne os segmentos de hotelaria e meios de hospedagem; os setores de gastronomia, restaurantes e similares; operadoras e agências de turismo; empresas de refeição coletivas; entretenimentos e parques temáticos; além dos clubes recreativos, sociais e esportivos. Sua atuação na defesa dos interesses da categoria se dá principalmente na esfera federal, atuando em conjunto com as federações e sindicatos também nas esferas estaduais e municipais.