gorduras

Gorduras como vilãs das dietas atuais? Estudo questiona conceito!

O Foodnews destaca para um importante estudo que jogou um balde de água fria nos conceitos dietéticos atuais, em que as gorduras são vistas como as grandes vilãs.

Vamos aos fatos.

O PURE acompanhou quase 140 mil pessoas ao longo de 7 anos, em 18 países, quase todos eles considerados pobres ou em desenvolvimento. Ásia, África e Américas Central e do Sul foram amplamente representadas.

Neste período, os participantes relataram seus hábitos alimentares, os quais foram avaliados pelos pesquisadores para que chegassem às suas conclusões.

Aqui há um ponto muito relevante: trata-se de um estudo que observou o hábito alimentar de uma população muito heterogênea e os comparou, ou seja, não houve qualquer intervenção dos pesquisadores de modo que pudessem garantir que os alimentos fossem nutricionalmente semelhantes.

E, como é de se imaginar, Ásia e Ámericas, por exemplo, não têm hábitos nem sequer parecidos. Deixando de lado esta importante observação, foi notado pelos pesquisadores que as pessoas que ingeriram grandes quantidades de carboidratos tiveram um risco de morte 28% maior.

É um numero alarmante, porém é preciso deixar claro que o grupo que apresentou tais resultados foram os que consumiram grandes quantidades de carboidratos. O consumo moderado não esteve relacionado a estes achados.

Além disso, a pesquisa não diferenciou os tipos de carboidratos. Ou seja, sabemos que países em desenvolvimentos consomem muito açúcar, por exemplo. Serão os resultados devidos ao consumo de açúcar na verdade? Não sabemos. De qualquer forma, os resultados do PURE não validam estratégias nutricionais “low carb”, em que geralmente há uma restrição enorme no consumo destes alimentos.

Outro ponto de grande relevância e menos sujeito às críticas foi o consumo de gorduras.

As pessoas que consumiram mais gorduras tiveram uma redução no risco de morte de 23%.

Contudo não vale dizer que quanto mais melhor, pois o grupo mais beneficiado foi o que consumiu cerca de 35% das calorias diárias em forma de gorduras.

E ainda continua valendo, as gorduras melhores foram as polinsaturadas, provenientes quase sempre de vegetais e peixes. Gorduras saturadas também foram importantes nesta redução, mas nenhum dos grupos consumiu apenas este grupo de gordura, o que nos impede de dizer que o consumo exclusivo de gordura saturada está liberado.

De uma forma ou de outra, o seu consumo não foi relacionado ao aumento do risco de morte, nem mesmo ao aumento de risco por morte cardiovascular o que, sem dúvidas, é uma grande mudança na forma como vemos o papel das gorduras saturadas.

São achados que vão de encontro às recomendações atuais.  Cientistas do mundo inteiro trabalharam muito nestes últimos dias analisando os resultados do PURE.

Apesar de ser um único estudo, portanto muito pouco para que se mude tudo o que foi pensado até agora, o grande número de pacientes envolvidos confere grande relevância aos seus achados, o que movimentou a comunidade científica. Até o momento, todos concordam com algumas coisas:

  • uma dieta equilibrada parece ser mais adequada, em que não há exageros de consumo em nenhum dos grupos alimentares;
  • carboidratos em grande quantidade não são uma boa estratégia alimentar, mas não temos dados sobre os diferentes tipos de carboidratos, portanto devemos evitar o que sempre foi falado: açúcar e processados;
  • o consumo moderado de gorduras, inclusive as saturadas, foram relacionadas a um menor risco de morte, portanto precisamos entender melhor, através de novas pesquisas, o papel da gordura dos alimentos no desenvolvimento das doenças;
  • os achados de pesquisas anteriores que correlacionam os níveis elevados de colesterol com a mortalidade cardiovascular em nada tem a ver com os achados do PURE e não estão em discussão.

O Foodnews apresenta parte do estudo do ITAL, que revela o perfil  de peso e saúde do brasileiro (clique aqui)!

Por Salim Yusuf, professor da faculdade de medicina da MacMaster University, no Canadá. Ele é o principal pesquisador do Prospective Urban and Rural Epidemiological Study, o PURE

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia

Gorduras como vilãs das dietas atuais? Estudo questiona conceito! was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecedor conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!