hortifrútis no varejo

O consumidor paga caro pelos hortifrutis no varejo e pouco nas roças?

O Foodnews segue apresentando a série de artigos do Hortifruti que destacam os Mitos e Verdades no comércio de hortifrútis.

A questão é: o consumidor paga caro pelos hortifrútis no varejo e pouco nas roças?

Quando o cliente observa que o preço pago ao produtor por aquele mesmo produto que ele está comprando no varejo é bem menor, logo surge uma questão: “será que se eu mesmo adquirisse estes produtos diretamente na roça seria mais vantajoso do que comprá-los no supermercado?”.

Se a avaliação é somente preço e não outros quesitos importantes da relação direta produtor – consumidor (frescor, qualidade, denominação de origem do produto etc.), isso pode ser muito mais um mito do que uma real constatação, segundo a matéria de capa da Revista Hortifruti Brasil, de agosto.

Há uma série de custos envolvidos em toda a transmissão do hortifruti até as mesas das famílias. Toma-se como exemplo uma família que vive na grande São Paulo.

Ela precisaria se deslocar até as lavouras para adquirir as frutas, as verduras e os legumes necessários para a sua alimentação. Assim, provavelmente, teria que sair da cidade e ir até, pelo menos, dois lugares diferentes, já que um só local geralmente não consegue suprir toda a cesta de hortifrútis do consumidor.

De uma forma bastante simplificada, esse exemplo mostra que, na economia moderna, o consumidor geralmente não tem condições de “ir atrás” dos alimentos por conta própria. Existe a necessidade de outras etapas na comercialização tradicional (produtores – intermediários – atacados – varejos) para que o consumidor tenha acesso ao produto, uma vez que a produção e o consumo estão separados no espaço e no tempo.

De fato, os preços dos hortifrútis no varejo são mais elevados do que os observados na roça. No entanto, a margem do varejo chega até 4 vezes mais que o preço do produto no campo (clique aqui e saiba mais).

O fato é que a diferença expressiva entre os preços que o horticultor vende seus produtos e o que está exposto na gôndola do supermercado é algo que incomoda o produtor brasileiro de frutas e hortaliças. Assim, é quase uma convenção que os hortifrútis são caros ao consumidor e a remuneração ao produtor é baixa. Mas isso é mito ou verdade? (clique aqui e saiba mais).

Adaptado do Hortifruti

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

O consumidor paga caro pelos hortifrutis no varejo e pouco nas roças? was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecedor conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!