leite tipo A

Leite tipo A, B e C. Qual a diferença entre eles?

A versão in natura, retirada da vaca, por exemplo, hoje em dia é subdivida em três tipos: leite tipo A, B e C. Vamos entender um pouco mais!

Segundo a nutricionista Sheila Basso, os leites tipo A, B e C possuem praticamente a mesma composição nutricional.

A diferença entre eles está no tipo de rebanho, ordenha, processo de obtenção e número de bactérias presentes após pasteurização. A proporção dos nutrientes varia de acordo com a espécie do animal, a sua alimentação, a estação do ano e a época da lactação.

Leite tipo A, B e C

Leite tipo A: É obtido de um único rebanho e não há contato manual com o leite em nenhuma fase do processo, ou seja, a ordenha é mecânica e o leite segue por tubulações diretamente para o compartimento onde sofre pasteurização, homogeneização e envase. O número máximo de bactérias permitido para este leite é de 500/ml.

Leite tipo B: É obtido de rebanhos diferentes e sua ordenha pode ser realizada mecânica ou manualmente. O leite deve ser refrigerado no próprio local da ordenha (propriedade rural) por até 48 horas em temperatura igual ou inferior a 4 ºC e transportado em tanques até o local apropriado, onde será processado. O número máximo de bactérias permitido para este leite é de 40.000/ml.

Leite tipo C: Tem a mesma origem e tipo de ordenha do leite tipo B. Entretanto, não é refrigerado na fazenda leiteira. Após a ordenha, o leite é transportado em tanques até um local apropriado (estabelecimento industrial) até as 10:00 h do dia de sua obtenção, onde só então é processado, seguindo os prazos estipulados por lei. Este processo eleva bastante o número de bactérias presentes no leite, que pode chegar, por determinação da lei, a 100.000/ml.

O Foodnews tem apresentado diversos temas relacionados ao leite, consumo e preços. Mas, será que estamos familiarizados com algumas curiosidades da produção de leite? (clique aqui).

O Foodnews destaca para o comportamento do preço do leite recebido pelo produtor nos últimos anos no Brasil (clique aqui)!

Saiba mais também do movimento Beba Mais Leite que ganha força justamente no mês em que foi comemorado o Dia Mundial do Leite. Clique aqui para acessar o artigo que destaca haver muitos motivos para comemorar, apesar dos desafios!

Adaptado de Sheila Basso, especialista em nutrição clínica e em obesidade, emagrecimento e saúde pela Unifesp

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

Leite tipo A, B e C. Qual a diferença entre eles? was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecer conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!