maracujá azedo

Maracujá azedo: valor nutricional e curiosidades da “fruta da paixão”

O maracujá azedo é o produto em destaque no Ceagesp. Conheça características, valor nutricional e algumas curiosidades!

O maracujá é uma fruta da América Tropical, muito popular no Brasil, e essa semana o tipo maracujá azedo é o produto de destaque na Ceagesp. O cultivo de maracujá também dá uma flor chamada de flor-da-paixão.

O maracujá azedo é conhecido pelas suas propriedades calmantes, pois contém passiflorina, substância semelhante à morfina, nas suas folhas e raízes.

Sua casca pode surgir nas cores amarelo, vermelha roxa. Já a polpa do maracujá é a parte comestível de sabor levemente ácido e aroma potente.

A carne do maracujá pode ser consumida in natura, em sorvetes, bolos, geleias, mousses, biscoitos, compotas, sucos e em bebidas alcóolicas.

O maracujá é um alimento muito nutritivo. Rico em vitamina A que fortalece a saúde dos olhos e da pele, vitamina C que combate agentes infecciosos e ajuda a imunidade e ainda contém flavonoides que combatem a ação dos radicais livres causadores do câncer.

Esse alimento também é fonte de fibras solúveis, essenciais para o bom funcionamento do intestino e para absorção de gorduras benéficas para o corpo como HDL (colesterol bom), e de ferro, mineral que combate anemias e fortalece o sangue.

O Brasil é o maior produtor mundial de maracujá, com uma produção de cerca de 823 mil toneladas anuais, segundo a Embrapa.

Os estados da Bahia, Ceará e Espírito Santo são os maiores produtores nacionais do maracujá!

E por que o maracujá é conhecido como a fruta da paixão?

Primeiro, é importante ressaltar que o maracujá representa a “Paixão de Cristo” e não a paixão entre humanos como muitos pensam. E porque o maracujá representa a “Paixão de Cristo”?

Logo que os Jesuítas chegaram às Américas, eles se encantaram com esse arbusto cujo fruto já era muito utilizado pelos índios. Inclusive o próprio nome  “maracujá” é de origem tupi e significa “alimento na cuia’”.

Os jesuítas se encantaram com o maracujá e o associaram a “Paixão de Cristo” pois a flor do maracujá floresce na época da quaresma e perto da Pascoa já podemos ver frutos maduros e suas lindas flores. Eles também perceberam nas cores e na forma de suas flores muito mais que beleza e perfume, mas, símbolos que poderiam ser usados para catequizarem os índios.

Fonte: Adaptado de Ceagesp.

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

Maracujá azedo: valor nutricional e curiosidades da “fruta da paixão” was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecedor conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!