margem de comercialização

Por que os preços no varejo são bem maiores que ao produtor?

A diferença expressiva entre os preços que o horticultor vende seus produtos e o que está exposto na gôndola do supermercado é algo que incomoda o produtor brasileiro de frutas e hortaliças.

Assim, é quase uma convenção que os hortifrútis são caros ao consumidor e a remuneração ao produtor é baixa. Mas isso é mito ou verdade?

Esse assunto tem sido discutido na edição da Hortifruti Brasil, do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP.

Um deles é a interpretação de que altas margens de comercialização representam bons lucros ao varejo.

O estudo ressalta que é importante não confundir margens de comercialização com lucro.

As margens de comercialização incluem, além do lucro/prejuízo, os custos de comercialização envolvidos na cadeia de frutas e hortaliças frescas. Assim, grandes margens de comercialização podem não ser um indicativo de bons lucros.

Elas podem representar uma série de custos e de ineficiência que fazem o produtor receber menos do que o custo do produto, e o consumidor acaba pagando mais do que ele vale, de fato.

A margem de comercialização corretamente calculada é a diferença entre o preço de um quilo do produto no supermercado e o valor da quantidade correspondente comprada do produtor, já descontadas as perdas no processo de comercialização.

Em se tratando delas, um ponto destacado pelo professor Geraldo Sant’Ana de Camargo Barros é o mito que as perdas no segmento de frutas e hortaliças tornam as margens de comercialização mais elevadas.

No entanto, nem sempre o combate às perdas pode resultar em margem menor. Ao contrário, dependendo dos custos envolvidos nesse processo, a margem pode se ampliar ao invés de diminuir. Assim, o professor considera que o combate às perdas é uma decisão técnico-econômica.

O Foodnews destacou o fato de produtores de alface, por exemplo, estarem destruindo suas lavouras em razão do preços de venda do produto estar abaixo dos custos de produção (clique aqui). Fato semelhante tem acontecido com os produtores de mamão havaí (clique aqui).

Adaptado de Hortifruti Brasil

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

Por que os preços no varejo são bem maiores que ao produtor? was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecedor conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!