Se beber, vá de táxi! Lei obriga restaurantes e bares a incluirem número de táxi no cardápio

Se beber, vá de taxi. Em Campo Grande, número do táxi no cardápio é lei.

Os cardápios de bares, restaurantes e outros estabelecimentos que vendem bebidas alcoólicas em Campo Grande terão de incluir um novo item no cardápio.  Além da descrição e preços dos produtos que comercializam, terão de apresentar ao consumidor números de telefones de cooperativas e centrais de táxi no cardápio. A medida visa estimular as pessoas que ingeriram álcool nestes locais a utilizarem os serviços de táxi para voltarem para casa em vez de dirigirem embriagados.

A lei sobre o número de táxi no cardápio.

A lei com a determinação foi publicada na edição desta quarta-feira do Diário Oficial do município e estipula que caso o proprietário do estabelecimento não inclua os números das cooperativas ou centrais de táxi no cardápio que ele deverá colocar placas com os telefones destes serviços em locais de grande visibilidade. Não havendo motivos para o cliente alegar desconhecimento de número de táxi.

As placas deverão ter pelo menos 30 centímetros de cumprimento por 15 centímetros de largura e ainda ter a seguinte frase: “Se beber, vá de táxi”. Tantos nos cardápios quanto nas placas, deverão ser expostos os números de dois serviços de táxi diferentes, para que o cliente tenha oportunidade de escolha.

O descumprimento da lei, conforme o texto publicado no Diário Oficial, acarretará ao proprietário do estabelecimento a notificação para a regularização em um prazo de 30 dias. Caso não faça a adequação, será aplicada uma multa de R$ 1 mil. Esse valor, conforme a legislação será atualizado anualmente, com base na variação do Índice de Preços ao Consumidor (IPCA).

Portando, se for sair para beber, convide seus amigos e compartilhem uma corrida! Vá e volte e táxi. Se esquecer o número do taxista, busque no cardápio ou procure em algum mural do bar! Sem desculpas.

Para acompanhar essa e outras notícias curta a Foodlogics no Facebook e não perca uma novidade!

Se beber, vá de taxi. Em Campo Grande, número do táxi no cardápio é lei. was last modified: by

A Associação Nacional de Restaurantes (ANR) reúne e representa empresários de todo porte do setor de food service em suas relações com os poderes públicos, entidades de trabalhadores e junto à sociedade em geral. A ANR tem hoje cerca de 500 associados que reúnem mais de 6.000 pontos comerciais no Brasil, entre restaurantes independentes e grandes redes de alimentação.