produtos lácteos

Brasil agora pode exportar leite e produtos lácteos para o Japão

O mercado de produtos lácteos japonês está agora aberto ao Brasil!

A Secretaria de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), recebeu neste início de novembro de 2017 comunicado da abertura do mercado japonês para o leite e produtos lácteos do Brasil.

Vale lembrar que o mercado japonês consome o equivalente a US$1,2 bilhão de produtos lácteos por ano.

A negociação demorou dois anos até a aprovação do Certificado Sanitário Internacional. Pelo certificado poderão ser exportados os produtos das áreas livres da febre aftosa com e sem vacinação. A confirmação foi oficializada pelo adido agrícola da embaixada do Brasil em Tóquio, Marcelo Mota

O Japão é o sétimo maior importador mundial de produtos lácteos.

Em 2016, o país asiático importou cerca de 62 mil toneladas de soro de leite em pó, 13 mil toneladas de manteiga, 258 mil toneladas de queijos e 201,5 mil toneladas de outros produtos lácteos (leite em pó desnatado, caseína, caseinatos, lactose, entre outros). Em 2016, o mercado japonês importou cerca de US$1,2 bilhão de produtos lácteos.

Segundo o secretário de Relações Internacionais do Mapa, Odilson Ribeiro e Silva, “para o setor de lácteos, que está iniciando sua entrada no mercado internacional, o Japão é um cliente muito importante pelo grande potencial de consumo e pelo grau de exigência que tem, demonstrando a capacidade do Brasil de atender estas exigências”.

E afinal de contas, você sabe as diferenças entre os leites tipo A, B e C?

A versão in natura, retirada da vaca, por exemplo, hoje em dia é subdivida em três tipos: leite tipo A, B e C. Vamos entender um pouco mais!

Segundo a nutricionista Sheila Basso, os leites tipo A, B e C possuem praticamente a mesma composição nutricional. Clique aqui e saiba mais!

Adaptado do MAPA

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

Brasil agora pode exportar leite e produtos lácteos para o Japão was last modified: by

Especialista em produção animal e interessado em fornecer conteúdo de qualidade para o setor de alimentação fora do lar!